A Síndrome do Ovário Policístico pode causar câncer?

Sua menstruação é irregular? Você tem muitos pelos e espinhas pelo corpo ou teve um súbito aumento de peso? Então, talvez seja melhor procurar o seu ginecologista. Você pode ter uma complicação hormonal conhecida como Síndrome do Ovário Policístico (SOP), que pode causar complicações sérias se não for tratada.
A SOP não tem causa definida, mas alguns estudos indicam que ela pode ser influenciada por fatores genéticos. A insulina também pode ser uma das causas, pois a substância é uma das que controlam a produção de hormônios. Mas isso ainda não foi comprovado.

Além do ciclo menstrual desregulado, a Síndrome do Ovário Policístico afeta a produção de hormônios – fazendo com que as mulheres produzem mais testosterona –, bem como a ovulação, o que pode causar problemas de fertilidade.
Infelizmente, não existe cura para o SOP. Por isso, o objetivo do tratamento é aliviar os sintomas. Exercícios físicos e alimentação equilibrada podem ajudar e muito no tratamento dos ovários policísticos.

Mas, para algumas mulheres, talvez seja necessário o uso de medicamentos, como as pílulas anticoncepcionais, pois elas ajudam a controlar os ciclos menstruais e reduzir níveis de hormônios masculino.

 

A SOP pode causar câncer de ovário?

 

Ao contrário do que possa parecer, a SOP é associada ao câncer do endométrio, não ao câncer do ovário. O endométrio é a camada que reveste a parte interna do útero e que é eliminada durante a menstruação.
Mas, nas mulheres com SOP, essa camada nem sempre é expulsa do organismo da forma certa. A menstruação desregulada ou ausente pode causar o acúmulo desse revestimento no útero e isso pode causar o câncer.

Então, fique atenta a sinais como menstruação irregular, pelos e espinhas pelo corpo ou súbito aumento de peso. Procure um médico e, caso você tenha a síndrome, não deixe o acompanhamento do especialista para lá! A evolução da SOP deve ser sempre acompanhada por seu ginecologista.

 

Conteúdo relacionado no site Mulher Consciente

 

Referências

Você também pode gostar
Faça parte!