A importância da rede de apoio familiar às pacientes com câncer de mama

Fazer parte de uma rede de apoio envolve o conhecimento da doença, dos direitos da paciente e em especial a consciência sobre a importância de estar ao lado, apoiando-a no gerenciamento adequado da doença e auxiliando-a na busca por maiores chances de cura e controle.

Isso é importante porque existem diferentes tipos de câncer de mama e existem, também, diferentes tipos de tratamento. Receber os cuidados adequados, no tempo correto, amplia de forma significativa as chances de cura. Afinal, são pequenos atos que fazem toda a diferença.

A Roche, como parte do movimento Vem Falar da Vida, desenvolveu a ação #amoratodaprova que busca conscientizar a sociedade sobre a importância de uma rede de apoio mais assertiva no processo de auxílio às mulheres com câncer de mama, além de destacar que os cuidados a esta paciente podem ser prestados por qualquer indivíduo.

Participe dessa ação!

Incentivar o movimento pelo cuidado da paciente com câncer de mama traduz o nosso objetivo em: contribuir para o diagnóstico precoce; dar acesso ao tratamento certo; ressaltar a importância do cuidado da paciente por quem sabe cuidar. Estes fatores, com certeza, fazem toda a diferença no processo de recuperação e enfrentamento da doença.

 

Demonstre o seu #AmorATodaProva nas redes sociais!

Convidamos você a fazer parte desta grande corrente de amor e apoio incondicional. Se você acredita no #amoratodaprova, participe:

Insira no template ao lado uma foto com a(s) mulher(es) as quais você declara ser rede de apoio

Publique em suas redes sociais incentivando e marcando a sua parceira, amiga, familiar ou colega de trabalho convidando-as a cuidar da saúde.

Importante que você use a hashtag #AmorATodaProva

Não se esqueça de compartilhar também com aquela pessoa do seu convívio que pode ampliar essa grande ação de incentivo ao autocuidado da mulher.

Faça parte desta corrente!

Clique aqui para selecionar sua imagem.

Apoio com assertividade

Sabemos que a jornada contra o câncer de mama gera a necessidade de cuidados distintos às pacientes, mas em todos os casos a importância do apoio de amigos e especialmente da família é fundamental. Esse apoio deve ser pautado na capacitação das pessoas próximas em saber como participar, acompanhar e se manter melhor informado sobre o assunto.

Uma curiosidade sobre o tema é que, embora seja cristalino o fato do apoio familiar ser importantíssimo para o enfrentamento da doença, especialistas apontam que 70% das mulheres são abandonadas pelos seus maridos quando recebem o diagnóstico de câncer de mama¹. Considerando a constatação deste fato, é importante reforçar que todos os seus familiares, amigos, colegas de trabalho ou qualquer pessoa que faça parte da vida e da rotina desta paciente tenha a consciência de que pode compor essa rede de apoio.

O apoio é sempre bem-vindo, principalmente quando acompanhado de conhecimento e informação de qualidade sobre o tema.

Homens e Mulheres na função de cuidadores

Se engana quem acha que só as mulheres exercem a função de cuidadoras na família, os homens também assumem este papel, pois são grandes aliados da mulher nesta etapa, já que a paciente com câncer de mama demanda cuidados diários emocionais e físicos.

Os homens são tradicionalmente vistos como coadjuvantes, mas isso não significa que eles sejam menos capazes, muito pelo contrário². Segundo uma pesquisa realizada pela Unicamp, os homens aceitam melhor a função de cuidador, pois produzem mais rápido a serotonina* após vivenciar um trauma psicológico, motivo pelo qual os homens desenvolvem, em menor escala, os quadros de ansiedade ou depressão³.

*Serotonina: neurotransmissor cerebral ligado ao humor

É fundamental o incentivo ao cuidado da saúde

Mesmo com os diversos avanços da medicina sobre os diferentes cuidados ao paciente com câncer, de acordo com o Instituto Datafolha, 76% das pessoas ainda temem ser diagnosticadas com a doença mais temida de todas, estando à frente da AIDS e Diabetes4.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, o medo do diagnóstico do câncer pode ser o principal motivo para que 24% da população brasileira não realize preventivamente os exames para detecção da doença em estágio inicial4.

Sabe-se que existem diferentes tipos de câncer de mama, bem como diferentes tipos de tratamento, e por isso receber os cuidados adequados, no tempo correto, amplia de forma significativa as chances de cura da doença.

Por isso, é importante que as mulheres tratem a sua saúde como prioridade. Na correria do dia a dia em que vivemos, a rede de apoio – esse tipo de amor – pode fazer toda a diferença. Seja no incentivo à mulher buscar o diagnóstico correto, seja no apoio durante a fase de tratamento.

Faz parte do amor e desta ação #amoratodaprova incentivar as mulheres para que cuidem da sua saúde, façam consultas com ginecologistas e realizem mamografia periodicamente no tempo indicado pelos especialistas para identificação precoce do câncer de mama e tratamento adequado da doença.

Eles declaram seu #AmorATodaProva

Adriano Bisker
@paidecinco

Adriano é casado com Lorie Bruni, além de ser um paizão declarado, ele também aborda a importância da parceria e cuidado tanto para a relação como casal, mas também para a educação dos filhos.

Tiago Koch
@homempaterno

Tiago é uma pessoa totalmente engajada em ser uma rede de apoio eficiente para a sua parceira. Hoje ele ajuda e inspira outros pais de família a se colocarem nesse papel mais ativo.

Luiz Cláudio
@lc_luizclaudio

Luiz é casado com Mary a 40 anos. Durante a lua de mel deles, o Luiz sentiu algo estranho na mama da esposa e insistiu para ela verificar quando voltassem de viagem. Mary teve câncer de mama e Luiz foi essencial tanto para o seu diagnóstico, como para a sua jornada contra ao câncer.

Mari Belém
@maribelem

Mari é filha da cantora Fafá de Belém, compartilha seu lifestyle e aborda assuntos que envolvem família e maternidade. Com uma rede de mães super engajadas, a influenciadora reforça a importância das redes de apoio

Magali Moraes
@magalimoraess

Magali é ativista de assuntos importantes como: Homofobia e Racismo. Tem uma relação homoafetiva e já falou diversas vezes sobre amor e cuidado e assim, usa sua voz para conscientizar as pessoas sobre os assuntos levantados.