Biópsia do colo do útero consegue descobrir células que podem virar câncer

A biópsia do colo do útero é uma das formas de diagnosticar se você tem câncer do colo do útero ou células que podem, um dia, se transformar em câncer. Ela geralmente é recomendada pelo ginecologista se o resultado do seu exame papanicolau mostrar alguma alteração. Mas, talvez você também tenha que fazer o teste se apresentar sintomas de câncer de colo do útero, como, por exemplo, sangramento fora do período menstrual ou dor durante o sexo.

Não é um procedimento complicado, a biópsia pode ser feita no próprio consultório médico. Você fica deitada em posição ginecológica e, em alguns casos, é aplicada uma anestesia local para diminuir o desconforto. Depois, com um instrumento, o médico retira um pedaço do tecido que reveste o útero para ser analisado em laboratório. A biópsia do colo do útero pode ser feita de várias maneiras. O seu ginecologista vai dizer qual é a mais adequada para o seu caso.

 

Biópsia com colposcópio

Neste tipo de biópsia, o colo do útero é examinado com um aparelho, o colposcópio. Em seguida, com a ajuda de uma espécie de pinça, é removida um pedaço bem pequeno da superfície do colo do útero. Esse procedimento pode causar cólicas leves, dor e um pouco de sangramento.

 

Biópsia em cone

 Nesta biópsia, que também é chamada de conização, o médico usa um laser ou bisturi para tirar um pedaço do tecido do colo de útero em forma de cone. O procedimento também pode21 ser feito para tratar células que em alguns anos podem se transformar em câncer. Mas se você pensa em engravidar mais para frente, converse com o médico, porque essa biópsia pode aumentar as chances de aborto ou de um parto prematuro.

 

Curetagem endocervical

 Este procedimento usa uma cureta, que é um instrumento pequeno em forma de colher, para raspar uma amostra de tecido do útero. Ele é feito quando a região que precisa ser analisada não pode ser vista com o colposcópio. Você poderá sentir cólicas e ter um pouco de sangramento.

 

Tire suas dúvidas com o médico

Não fique com nenhuma dúvida! Antes de fazer qualquer um desses procedimentos, converse com o seu médico até entender tudo. Pergunte se há contra-indicações ou riscos, como você deve se preparar e como vai ser a recuperação.

 

Conteúdo relacionado no Mulher Consciente

 

Referências

Você também pode gostar