Por que o câncer de ovário geralmente é descoberto tarde e como é o diagnóstico?

O câncer de ovário costuma demorar para apresentar sintomas e não existem exames de rotina capazes de detectá-la precocemente. Por isso, preste atenção no seu corpo para identificar mudanças que não são normais e que podem indicar a presença da doença e converse imediatamente com seu médico.
Os sintomas mais comuns do câncer de ovário são dor ou inchaço na barriga, dificuldade para comer, dor nas costas, prisão de ventre, náusea, sangramento e problemas urinários. Se você tiver algum deles, não significa que tem a doença. Mas é importante procurar seu médico e saber quais exames podem ser feitos.

Para chegar a um diagnóstico, o especialista deve perguntar sobre os seus antecedentes pessoais e familiares, além de fazer alguns exames no próprio consultório e também pedir alguns exames laboratoriais:

Exame pélvico – o primeiro passo para descobrir a doença pode ser no próprio consultório do ginecologista. Usando luvas, ele faz um exame de toque na sua vagina e, simultaneamente, pressiona seu abdômen para sentir se há caroços ou inchaço nos seus ovários ou útero. Em alguns casos, ele também examina depois a vagina com um espéculo (pequeno instrumento em forma de bico de pato) para verificar se o colo do útero parece normal. O exame não é doloroso, mas você pode sentir algum desconforto.

Exame de sangue – níveis muito elevados de uma proteína chamada CA-125 no sangue podem indicar presença de câncer de ovário ou, em alguns casos, outros tipos de tumor ou problemas não-cancerosos. Por isso, um exame de sangue pode ser pedido.

Ultrassonografia pélvica – você será orientada a beber muito líquido antes do teste para que a bexiga fique cheia. Isso ajuda a dar uma imagem mais nítida de dentro do seu corpo. Durante o exame, você ficará deitada de barriga para cima. O médico ou técnico espalha um gel pelo seu abdômen e passa um pequeno aparelho sobre a área. Depois, as imagens geradas vão ser analisadas por um especialista.

Ultrassonografia vaginal – uma sonda com uma extremidade arredondada é colocada em sua vagina. Embora este tipo de ultrassonografia possa parecer desconfortável, muitas mulheres acham que é melhor do que o ultrassom pélvico, pois não é necessário estar com a bexiga cheia. Esses dois testes podem ajudar a determinar o tamanho, forma e estrutura de seus ovários.

Biópsia – se os testes anteriores sugerirem fortemente que você tem câncer de ovário, a confirmação do diagnóstico será por meio da biópsia. Neste procedimento, o médico aplica uma anestesia local. Em seguida, introduz uma agulha fina na pele até a área do tumor e retira uma amostra de tecido para ser analisada em laboratório.

 

Conteúdo relacionado no Mulher Consciente

 

Referências

Você também pode gostar
Faça parte!