Ciclo menstrual irregular pode ser sinal de câncer

Provavelmente você já teve momentos de irregularidade ou alterações no ciclo menstrual. Isso é normal em algumas fases da vida, como na adolescência, quando as mudanças hormonais podem provocar uma menstruação irregular. Mas, isso também pode ser sinal de alguns tipos de câncer ou de outras complicações.

A boa notícia é que a irregularidade ou alteração no ciclo menstrual raramente é um sinal de câncer. Mas você deve consultar seu médico o quanto antes se tiver sangramento nas seguintes situações:

  • Depois de relações sexuais;
  • Mesmo depois de ter feito tratamento para resolver o problema;
  • Depois dos 50 anos;
  • Quando já estiver na menopausa há mais de um ano sem menstruar.

Nesses casos, é provável que o seu médico peça alguns exames para investigar e chegar a um diagnóstico.

Tipos de câncer que podem estar relacionados com o ciclo menstrual irregular

  • Câncer de colo do útero – sangramentos após a relação sexual em geral podem ter relação com câncer de colo do útero.
  • Câncer de endométrio – sangramentos pós-menopausa podem ter associação com o câncer de endométrio.
  • Câncer de ovário – a ovulação acima do normal ou a anovulação crônica (ausência persistente de ovulação) pode aumentar o risco de câncer de ovário.

Outras complicações que o ciclo menstrual irregular pode indicar

Além do câncer de colo do útero, de endométrio e de ovário, a irregularidade no ciclo menstrual também pode indicar outras complicações como:

  • Hipotireoidismo – disfunção na tireoide que causa a diminuição de hormônios T3 e T4;
  • Endometriose – presença de tecido que recobre a parte interna do útero fora do órgão;
  • Miomas no útero – tumores benignos que crescem dentro ou fora do útero e podem alterar o formato do órgão.

Faça o acompanhamento ginecológico regularmente, pois ele permite um diagnóstico precoce, o que aumenta as chances de cura. Além disso, adote uma dieta saudável, pratique exercícios físicos regularmente, não beba e não fume, pois isso ajuda a diminuir o risco de desenvolver câncer.

 

Conteúdo relacionado no site Mulher Consciente

 

Referências

 

 

Você também pode gostar